Leitura

Por que contar histórias para criança dormir?

25 de November de 2019 por Luisa Setton

Contar histórias para criança dormir é uma prática muito presente na vida de algumas famílias. O ritual que antecede o momento do sono da noite, para alguns, é também um momento de encontro e aconchego, que aproxima adultos e crianças. Mas, quais benefícios essa prática pode trazer para as famílias?

Benefícios de contar história infantil para dormir

Por que muitos educadores e especialistas indicam ler histórias antes de dormir? O que há de especial nessa prática?

Sabemos que uma boa noite de sono sempre começa muito antes da hora de dormir. Diminuir o ritmo e a frequência das atividades, organizar uma rotina de cuidados com o corpo (tomar banho, escovar os dentes etc) e criar um ambiente calmo e tranquilo ajudam bastante a entrar no clima de descanso. Nesse contexto, a prática de ler ou contar histórias é um elemento fundamental.

Além de criar um clima de proximidade entre adultos e crianças, ler uma história infantil para dormir possibilita o desenvolvimento do mundo simbólico, da fantasia e de aspectos importantes da psique infantil, criando um ambiente propício para que o sono possa chegar e os bons sonhos possam acontecer.

Garanta uma noite de sono tranquila

Uma pesquisa da Universidade de Sussex no Reino Unido, realizada em 2009 mostrou que ler ou contar história contribui mais para reduzir o estresse do que ouvir música ou caminhar. Essa prática ajudar a amenizar em 68% o nível da tensão acumulado ao longo do dia.

A justificativa dos pesquisadores para esse resultado é que ler ou contar uma história para criança dormir possibilita que os pequenos se desliguem da realidade e possam iniciar o processo de relaxamento tão necessário antes de dormir.

Ler ou contar?

Muita gente tem dúvidas sobre qual seria a melhor prática com as crianças: ler ou contar?

Tudo depende do objetivo que você pretende atingir.

Ao ler o livro, valorizamos a linguagem escrita, a palavra trabalhada pelo autor, as imagens das obras e o objeto.

Ao contar, focamos nossa atenção na palavra falada, na linguagem corporal e no contato visual com os pequenos leitores.

Não esqueça de que o mais importante é criar um momento de afeto e proximidade antes da hora de dormir. Por isso, escolha, relembre ou invente uma boa história e divirta-se!

Preparando o momento de contar história para criança dormir

O primeiro aspecto que pode ser destacado desta prática é a frequência, isto é, ler ou contar história para criança dormir significa, antes de mais nada, fazer isso frequentemente, quase todo dia, uma vez que a atividade de colocar a criança para dormir é algo que se repete, cotidianamente e por muito tempo na vida dos adultos e crianças.

É em grande parte por conta da frequência de leitura ou da contação de histórias que podemos observar outros tantos reflexos positivos na relação entre a criança, o livro e a família que leva adiante essa prática. Aquilo que fazemos repetidas vezes e de acordo com alguns combinados, pode gerar expectativas. E que incrível poder construir esse momento de espera e expectativa em relação às histórias para dormir e aos livros junto com as crianças! 

Histórias para criança dormir

Expectativas geradas não só pela curiosidade em relação ao livro (Qual será a história que conheceremos juntos essa noite?), mas também pelo momento de parceria que se instaura durante a mediação de leitura. A criança, assim, espera o livro, mas também espera pelo momento de afeto, carinho e atenção que uma leitura dedicada a ela pode ocasionar.

Criar este hábito de leitura, é também criar um combinado com a criança, assegurando-a deste momento em que o adulto estará presente e disponível para se conectar verdadeiramente a ela. E o livro participa deste encontro como ferramenta potencializadora do encontro, instituindo parcerias e sugerindo conversas entre os leitores.

Aos poucos, combinados, frequência e comprometimento geram hábitos, isto é, a história para a criança dormir vai deixando de ser algo da esfera só do que foi planejado e passa a habitar a zona do prazer e do conforto que há em realizar algo que é cotidiano e com o qual a família já desenvolveu ferramentas para se relacionar. 

Crie uma rotina especial

Outro aspecto interessante da prática de leitura diária antes de dormir são os combinados que podem ser feitos para organizar ou até orientar à leitura, tornando o momento diferente a cada vez. É possível escolher gêneros literários para cada período, como por exemplo, contos de fadas. Ou ainda, escolher um livro mais longo que pode ser lido em capítulos, permitindo que juntos, criança e adultos, acessem e conheçam livros que talvez sozinha a criança não fosse conhecer.

Vale também brincar com o momento da escolha, instituindo que cada dia a escolha do livro seja papel de um dos participantes da mediação. Ou ainda, que em determinado dia, a criança também possa ser a mediadora, lendo em voz alta e assim invertendo os papéis. 

Esteja presente

Por fim, é sempre importante destacar o fato do livro estar associado à momentos de encontro e de afeto. Parece simples, mas é muito potente que a criança associe o livro não só a escola ou algo que é obrigatório e que esteja relacionado de alguma forma à deveres, mas que possa tê-lo também nesta memória do afeto e do encontro que a mediação de leitura proporciona, e, especialmente a mediação realizada entre pais, mães e filhos.

Aproveite também o ensejo da história para dormir para construir ambientes acolhedores. A leitura pode ser mesmo feita na cama já, à meia luz, em um ambiente calmo e confortável. 

Maurice Sendack, famoso escritor de livros para crianças, dizia que as crianças que têm o contato com o corpo de um adulto durante a leitura ou cotação de uma história, associarão para sempre esse momento com o afeto. E essa é uma conexão que dura a vida inteira!

Crie momentos que ficarão para sempre na memória de suas crianças. Esteja presente. Seja o presente.

Luisa Setton

compartilhe essa leitura!

banner superior

deixe seu comentário!

0 comentários