O ônibus de Rosa

por:

“…Há sempre um ônibus que passa na vida de cada um de nós. Fique de olhos abertos: não vá perder o seu.”

Esse é o conselho dado por um avô ao seu neto, após lhe contar a história de uma mulher que com coragem e dignidade contribuiu para mudar a vida de seu povo. Seu nome era Rosa.

Neste grandioso livro criado por dois grandes artistas italianos, os leitores serão transportados a duas narrativas simultâneas, que se cruzam em seus desafios e nos dilemas enfrentados por quem se propõe a refletir sobre a questão racial no mundo.

Uma verdadeira obra de arte que, com certeza, abrirá espaço para preciosas conversas sobre o racismo e nosso papel na construção do mundo que desejamos.

Resenha preparada pela Equipe A Taba especialmente para o exclusivo Mapa de Exploração.

Quem são os autores do livro O ônibus de Rosa?

o onibus de rosa

O italiano Fabrizio Silei trabalhou por muitos anos com pesquisas sociológicas, com foco nas questões de identidade e memória. Há mais de dez anos publica livros para crianças e jovens, estudando também a obra dos mais importantes autores italianos e de pedagogos de diversos países. Fabrizio já recebeu importantes reconhecimentos e prêmios da literatura infantil, especialmente pela reflexão que sua obra propõe sobre grandes temas, como contraste social e diversidade.

o onibus de rosa

Logo que terminou os estudos de design, arquitetura e ilustração, o italiano Maurizio Quarello começou a trabalhar como ilustrador e publicou seu primeiro livro-álbum. Cerca de doze anos depois, já tem mais de quarenta obras publicadas em mais de vinte países, além de muitos prêmios e participações em mostras.

Por que escolhemos este livro para enviar aos assinantes do Clube de Leitores A Taba?

Ao olharmos para o passado, é comum julgarmos os acontecimentos a luz do que aprendemos no presente. Mas, será que estamos conscientes do poder de nossas ações no momento em que elas se fazem necessárias?

É essa a pergunta que Fabrizio Silei propõe aos jovens leitores em O ônibus de Rosa por meio da reflexão feita pelo avô ao longo dessa narrativa impactante. Mudam os tempos, mudam os desafios. Mas, as grandes questões sempre precisarão de pessoas corajosas e dispostas a construir – através de pequenos atos – o futuro que um dia sonharam.

deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tartaruga Nara

acompanhe a gente!